quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Assim o Amor

(Por Sophia de Mello Breyner Andresen)

Assim o amor
Espantado meu olhar com teus cabelos
Espantado meu olhar com teus cavalos
E grandes praias fluidas avenidas
Tardes que oscilam demoradas
E um confuso rumor de obscuras vidas
E o tempo sentado no limiar dos campos
Com seu fuso sua faca e seus novelos

Em vão busquei eterna luz precisa


[in Obra Poética]

Um comentário:

  1. Oi!
    Que lindo! Amei!

    Bjs
    Gabi Lima
    http://livrofilmeecia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...